web analytics
Dicas Investimentos,  Fundos de Investimento

É boa altura para fazer um investimento em ações?

Investimento em ações

O investimento em ações é uma das melhores formas de poder extrair do seu dinheiro o máximo de rendimento possível. No entanto é importante referir que este este tipo de produto não é adequado para todos os investidores. O investimento em ações envolve riscos que outros produtos de poupança não possuem como sendo o risco de perda de parte ou da totalidade do capital investido. Nos depósitos a prazo, por exemplo, existe o fundo de garantia de depósitos que pretende assegurar que mesmo em caso de falência de um banco, o dinheiro dos depositantes (até ao máximo de 100 000€) será restituído. Apesar disso este veículo de investimento oferece atualmente taxas de juro extraordinariamente baixas que não chegam sequer para compensar a (baixa) inflação que se tem registado. Este motivo tem levado muitos investidores a considerar que não vale a pena investir em depósitos a prazo, sendo que as ações acabam por ser um investimento alternativo apesar de, é importante ressalvar, se tratarem de investimentos de natureza distinta.

Ações que distribuem dividendos

No mercado acionista podemos dividir as empresas que dele fazem parte em dois grupos: as que distribuem dividendos regularmente e as que preferem não o fazer. As primeiras permitem que os acionistas vão usufruindo de rendimentos ao longo do tempo, enquanto as segundas optam por não descapitalizar constantemente a empresa aproveitando esse valor para fazer outros investimentos que possam aumentar o retorno para todos os acionistas.

As empresas que distribuem dividendos de forma regular são muito procuradas por um certo conjunto de investidores que privilegia obter um retorno regular ao longo do período do seu investimento. Este retorno pode ser bastante interessante, do ponto de vista da dividend yield. Este valor diz respeito à percentagem do valor do dividendo em relação ao preço de cada ação. Por exemplo uma dividend yield de 10% significa que, se o valor atual de uma ação for de 100€, então por cada ação a empresa irá pagar um dividendo de 10€.

Em Portugal, 10 das empresas cotadas no principal índice de referência (PSI20) irão distribuir dividendos em 2020, apesar da crise causada pelo coronavírus.

Tabela 1 – Dividendos das empresas que compõem o PSI-20.
Fonte: https://eco.sapo.pt/2020/05/12/mesmo-com-cortes-acionistas-do-psi-20-vao-receber-dois-mil-milhoes-em-dividendos-veja-quando/

Na tabela acima é possível verificar quais as empresas que distribuiram dividendos no presente ano, bem como o respetivo dividendo associado. Comparado com outros produtos de poupança em Portugal, podemos verificar que, mesmo em ano de crise, existem taxas de rendimento bastante interessantes que chegam praticamente aos 9%.

A distribuição de dividendos constitui assim um rendimento adicional à possível valorização do valor da ação em si.

Para onde vai o mercado acionista em 2020/2021?

O início de 2020 foi marcado por fortes quedas nos mercados acionistas um pouco por todo o mundo. O principal motivo foi o receio de que estivéssemos a caminhar para um período de recessão e contração da atividade económica no geral que iria provocar danos no volume de negócios das empresas. Nem todos os sectores de atividade foram influenciados da mesma forma, havendo setores bastante mais penalizados do que outros. Áreas de negócio relacionadas com turismo e transporte aéreo, por exemplo, estiveram entre as que mais sofreram com a crise causada pelo coronavírus.

Hoje, passado cerca de 6 meses do início desta crise podemos dizer que uma parte significativa das empresas já se encontra em fase de recuperação. Algumas já conseguiram praticamente recuperar todas as perdas que tinham sofrido recentemente enquanto outras para lá caminham a passos largos. Outras ainda existem que até beneficiaram de alguma forma com esta crise devido ao aumento de procura de certos bens/serviços.

As perspetivas para os próximos tempos são assim animadoras, sendo que é possível encontrar boas oportunidades de investimento no mercado acionista. Deixamos em baixo algumas ideias de investimento para que possa iniciar uma análise mais aprofundada:

  • Empresas que devido à pandemia sofreram fortes desvalorizações e apesar de já estarem em recuperação, ainda se encontram longe dos níveis antes da crise. Estas são possíveis de encontrar principalmente nos setores mais afetados por esta crise, como por exemplo o setor da aviação;
  • Empresas de referência mundial com um crescimento sustentado ao longo dos anos que devido às desvalorizações recentes, possam estar com um preço apetecível;
  • Empresas que comercializam bens/produtos que registaram um pico de procura devido às novas necessidades que surgiram das medidas de confinamento e novos hábitos da população.

Uma alternativa a fazer esta escolha por si, o que envolve algum estudo prévio, é investir em fundos de investimento compostos por ações. Neste caso essa escolha é feita por uma equipa de gestão profissional que analisa em permanência o mercado para identificar as melhores oportunidades.

Conclusão

O panorama nos mercados acionistas mundiais parece animador. É vasto o conjunto de indicadores que sustenta esta afirmação confirmando que a vida das empresas está progressivamente a voltar ao “normal”. Posto isto, existem boas oportunidades no mercado acionista devido a vários títulos ainda se encontrarem a negociar significativamente abaixo daquilo que seriam valores expetáveis. Uma pesquisa detalhada pode dar-lhe algumas opções com potencial de lhe proporcionar bons retornos ainda durante este ano e o próximo.